2.10.09

Adriana Lisboa



Adriana Lisboa

(by Gintarė Žemaitytė)


Adriana Lisboa is a Brazilian writer, who was born on April 25, 1970, in Rio de Janeiro, where she has spent most of her life. Later she lived in Brasíl, Paris and Avignon. She studied music and literature. She was a singer, a flutist and a music teacher. Presently, besides writing fiction, she is also a translator.

Adriana Lisboa published the novels Os fios da memória (The Threads of Memory), Sinfonia em branco (Symphony in White),Um beijo de colombina (Colombine’s Kiss) and Rakushisha, a book of short stories, Caligrafias (Calligraphies) a short novel for young people, O coraēćo ąs vezes pįra de bater (The Heart Sometimes Stops Beating), and three books for children. She had her short stories included in many anthologies, in Brazil and abroad.

In 1999, after publication of her first novel Os fios da memória (The Threads of Memory), she was celebrated as the new star of recent Brazilian literature. In 2003 she received the José Saramago Prize for young authors for her novel Sinfonia em branco (2001, “Symphony in White”). In 2007, she was selected by the Hay Festival and by the organisers of the Bogotá World Book Capital as one of the 39 highest profile Latin American writers under the age of 39.

Some reviews about her:

Adriana Lisboa effectively succeeds in capturing the poetry inherent in the everyday, weaving her words into a symphony of silences.

Henrique Rodrigues, A TRIBUNA DA IMPRENSA

We have here a writer for the future and I hope to live long enough to accompany her at least half way along her chosen path. She holds great promise and has already accomplished a great deal as an author.

José Saramago, in October 2003, on the occasion of awarding the José Saramago Prize.

Adriana Lisboa yra brazilų rašytoja, gimusi 1970 m. balandžio 25 d. Rio de Žaneire, kur praleido didžiąją savo gyvenimo dalį. Vėliau ji taip pat gyveno Brazilijoje, Paryžiuje ir Avinjone. Rašytoja studijavo muziką ir literatūrą. Ji buvo daininikė, fleitininkė ir muzikos mokytoja. Šiuo metu, be grožinės literatūros rašymo, ji taip pat verčia kitų autorių kūrinius .

Adriana Lisboa išleido romanus Os fios da memória („Prisiminimų gijos“), Sinfonia em branco( „Simfonija baltai“), Um beijo de colombina(„Kolombinos bučinys“), ir Rakushisha, novelių knygą Caligrafias („Kaligrafijos“), novelę jaunimui, O coraēćo ąs vezes pįra de bater („ Širdis kartais nustoja plakusi) ir tris knygas vaikams. Jos novelės yra įtrauktos į antologijas Brazilijoje bei užsienyje.

1999 – aisiais, po knygos Os fios da memória( „Prisiminimų gijos“) publikavimo ji buvo pripažinta naująja brazilų literatūros žvaigžde. 2003 –iaisiais rašytojai buvo įteiktas José Saramago prizas, skirtas jauniems rašytojams už romaną Sinfonia em branco(„Simfonija baltai“). 2007 – aisiais ji buvo išrinkta Hay festivalio ir Bogotá World Book Capital organizatorių kaip viena iš trisdešimt devynių aukščiausio lygio Lotynų Amerikos rašytojų iki 39 – ių metų.

Keli pasisakymai apie rašytoją:

Adrianai Lisboa puikiai užfiksuoja poeziją, neatskiriamą nuo kasdienybės, įpindama savo žodžius į tylumos simfoniją.

Henrique Rodrigues, A TRIBUNA DA IMPRENSA

Mes turime ateities rašytoją ir tikiuosi gyventi pakankamai ilgai, kad galėčiau lydėti ją bent pusę jos pasirinkto kelio. Ji yra daug žadanti ir jau daug pasiekė kaip autorė.

José Saramago, 2003, spalis, José Saramago prizo įteikimo proga.



Adriana Lisboa é uma escritora brasileira, que nasceu no dia 25 de abril de 1970, no Rio de Janeiro, onde passou a maior parte de sua vida. Mais tarde, ela viveu no Brasil, Paris e Avignon. Ela estudou música e literatura. Ela era cantora, flautista e professora de música. Atualmente, além de escrever ficção, ela também é tradutora.
Adriana Lisboa publicou os romances "Os fios da memória", "Sinfonia em branco"," Um beijo de colombina" (Colombine's Kiss) e Rakushisha, um livro de contos, "Caligrafias" (Caligrafia) um romance curto para jovens, "O coração às vezes para de bater", e três livros para crianças. Os seus contos foram incluídos em diversas antologias, no Brasil e no exterior.
Em 1999, após a publicação do seu primeiro romance, "Os fios da memória", ela foi considerada como a nova estrela da literatura brasileira recente. Em 2003 recebeu o Prémio José Saramago para jovens autores com o seu romance Sinfonia em Branco (2001). Em 2007, ela foi selecionada pelo Festival de Hay e pelos organizadores do Mundo Livro de Bogotá como um dos mais representativos escritores em língua de origem latina da América do Sul com idade inferior a 39.
Alguns comentários sobre ela:

"Adriana Lisboa efetivamente consegue capturar a poesia inerente ao quotidiano, tecendo suas palavras numa sinfonia de silêncios."

Henrique Rodrigues, A TRIBUNA DA IMPRENSA

"Temos aqui uma escritora para o futuro e espero viver o suficiente para acompanhá-la pelo menos até meio do seu caminho, que espero lingo. Ela é uma grande promessa e já realizou um grande feito como autor."
José Saramago, em Outubro de 2003, por ocasião da atribuição do Prémio José Saramago.

http://www.adrianalisboa.com.br/biografia/index_en.html

http://www.mertin-litag.de/authors_htm/Lisboa-A.htm

5 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  2. Professor, I need portuguese translation for my article :)

    ResponderEliminar
  3. Caros amigos: é um prazer saber que Adriana Lisboa é lida também na Lituânia. Gostaria apenas de esclarecer que a foto da direita não é da escritora e sim da atriz brasileira Susana Fuentes. Fotografias mais recentes de Adriana podem ser encontradas na Galeria de Fotos, em http://www.adrianalisboa.com.br/biografia/index.html. Um abraço do Brasil, agradecendo seu interesse pela nossa literatura e esperando para breve uma tradução lituana dos livros de Adriana Lisboa.

    ResponderEliminar
  4. thank you very much indeed, for your observations, I hope that this time I put correct photo :)

    ResponderEliminar